JN Gas
Kipreço agosto
santos outubro
operação Indignus

Operação Indignus: Ex-militar e ex-funcionário de banco são presos por estupro no Piauí

Vítimas foram as filhas dos acusados. Prisões fazem parte da Operação Indignus, deflagrada pela Polícia Civil. São cumpridos 11 mandados.

Canal Piauí

Canal PiauíNotícias do Piauí

10/05/2019 14h31
Por: Redação

A Polícia Civil deflagrou nas primeiras horas da manhã de hoje (10) uma operação para cumprir 11 mandados de prisão contra acusados de estupro na Capital e no interior. Até o momento, nove pessoas já foram detidas em Teresina e no município de Piracuruca. Até o momento, a Secretaria de Segurança divulgou o nome de sete presos: Leandro da Silva Martins, Jesus James dos Santos Gomes, Ismael da Silva, Francisco Carlos Mesquita de Morais, Francisco das Chagas Escórcio de Meneses, Francisco Darlan Sales da Silva e um conhecido como Wiliam Naguin.

De acordo com o delegado Willame Morais, titular da Divisão de Captura da Polícia Civil, entre os detidos está um ex-militar e o ex-funcionário do Banco do Brasil que já estavam inclusive sentenciados pela Justiça.

Segundo ele, o ex-militar é condenado pelo crime de estupro praticado contra a filha menor de idade e foi condenado a cumprir uma pena de 15 anos de prisão pelo delito. Do mesmo jeito, o ex-funcionário do Banco do Brasil , que foi preso em Piracuruca, já havia sido sentenciado e era foragido da Justiça por ter estuprado também as próprias filhas menores de idade. Com relação ao funcionário do banco, a polícia informou que ele já teria um plano de fuga da cidade de Piracuruca e, por isso, sua prisão acabou tendo que ser adiantada.


Fotos: Divulgação/Polícia Civil

“Boa parte dos crimes pelos quais os acusados respondem foram cometidos quando as vítimas ainda eram menores de idade. Trata-se de pessoas que, de certa forma, já eram conhecidas das vítimas ou que tinha algum convívio com elas. Nossas equipes estão todas em campo e a previsão é que até o final da manhã todos os 11 mandados sejam cumpridos. Queremos dar agilidade a isso, porque são mandados antigos e se trata, o estupro, de um crime hediondo”, explica o delegado.

Os presos estão sendo encaminhados para a Delegacia Geral para os procedimentos legais.

 


DelegadoWillame Morais, coordenador da Divisão de Capturas - Foto: Poliana Oliveira/O Dia

O nome da operação

O nome da operação Indignus significa "indigno de perdão" em latim. De acordo com o delegado Willame Morais, por se tratar de um crime hediondo, o estupro é considerado um ato gravíssimo e seus autores não merecem condescendência aos olhos da lei.

Portal O Dia

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Hugo Napoleão - PI
Atualizado às 21h57
25°
Poucas nuvens Máxima: 35° - Mínima: 19°
25°

Sensação

13.6 km/h

Vento

40.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Banner sessão 1 (política)
Últimas notícias
Banner sessão 1 (entretenimento)
Mais lidas
Banner sessão (cidade)
Anúncio