Kipreço agosto
santos outubro
Anúncios posto
JN Gas
Prisão

Juiz decreta prisão preventiva de empresário que atropelou jovens

O juiz Valdemir Ferreira dos Santos decidiu converter em prisão preventiva a prisão em flagrante de Pablo Henrique Campos Santos, suspeito de atropelar duas jovens nesse domingo (29).

30/09/2019 22h32
Por: Redação
Fonte: ViAgora
Foto: Arquivo Pessoal - TV Cidade verde
Foto: Arquivo Pessoal - TV Cidade verde

Nesta segunda-feira, 30 de setembro, o empresário Pablo Henrique Campos Santos passou por audiência de custódia no Fórum Civil Criminal Desembargador Joaquim de Sousa Neto, em Teresina. Na ocasião, o empresário teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva.

Pablo Henrique foi autuado pelo crime de feminicídio após atropelar as jovens Vanessa Carvalho e Anuxa Kelly Leite, sua namorada, na saída de uma festa na Avenida Homero Castelo Branco. Vanessa morreu ainda no local do acidente, enquanto Anuxa foi encaminhada ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

O juiz Valdemir Ferreira dos Santos decretou a prisão preventiva do empresário, baseando sua decisão na “gravidade concreta” do crime.

O delegado-geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde que a investigação considera que o ato cometido por Pablo Henrique teria sido intencional. “Ele está sendo autuado em flagrante por feminicídio. Houve uma discussão prévia, testemunhada por várias pessoas, inclusive um delegado de polícia, e não restou dúvida de que o atropelamento foi proposital. Então não tem nada a ver com acidente de trânsito, isso é um crime de feminicídio, foi um ato doloso praticado por ele”, disse.

Os advogados do empresário chegaram a pedir o uso de tornozeleira eletrônica como medida cautelar. O juiz, entretando, argumentou que ele já teria recebido uma medida cautelar da Lei Maria da Penha e que essa medida não foi pedagógica, havendo a possibilidade concreta de ele mais uma vez cometer o crime.

Foto: Arquivo PessoalPablo Henrique e Anuxa Kelly.Pablo Henrique e Anuxa Kelly.

Durante o primeiro depoimento, concedido na Central de Flagrantes de Gênero nesse domingo (29), o empresário se manteve calado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.