Matriculas Colégio Metas
santos outubro
Anúncios posto
Kipreço agosto
JN Gas
Prisão

Greco prende envolvidos em furto de envelopes em agência do BB em Teresina

Durante 40 dias de investigação, os agentes contaram com o auxílio do setor de segurança do Banco do Brasil.

11/11/2019 14h44
Por: Redação
O material foi apreendido pelos agentes do Greco / fotos: divulgação PC-PI
O material foi apreendido pelos agentes do Greco / fotos: divulgação PC-PI

 

Na manhã desta segunda-feira (11) o Grupo de Repressão ao Crime Organizado - GRECO da Polícia Civil do Piauí, com apoio da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, efetuou no início da manhã de ontem a prisão de cinco pessoas por organização criminosa, furto qualificado e corrupção ativa. Foram presos:
GABRIEL AMARAL DOS SANTOS SILVA, vulgo NEYNAR, ROGÉRIO MESQUITA BATISTA e HELLEN FABIOLA PEREIRA DOS SANTOS Todos naturais de São Paulo
FRANCISCO CHARLES DE CASTRO PEREIRA e SAMUEL SILVA PARGA FILHO naturais do Maranhão . As prisões ocorreram, após trabalho de investigação que durou cerca de 40 dias presidido pelo Delegado Daniell Pires, a partir de informações do setor de seguranca do Banco do Brasil que indicava pessoas furtando envelopes dos caixas eletrônicos em agências bancárias em Teresina.

A ação se dava pelo uso de equipamento que era introduzido no caixa eletrônico e que "pescava" os envelopes. O grupo de criminosos era liderado por Rogério contou com o apoio de Charles que forneceu carros e hospedagem e por ser morador de Teresina indicava as agências a serem atacadas. O equipamento usado na pesca era manuseado por Gabriel que já tem experiência nessa atividade e já foi preso pela mesma prática. Durante o desenrolar das diligências Samuel e Charles ofereceram aos policiais o dinheiro que estava em poder deles a fim de serem soltos e por conta disso foram autuados também por corrupção ativa.

Foram aprendidos todos os apetrecho usados na pescaria dos envelopes, bem como veículos usados no crime, dinheiro furtado e envelopes que foram furtados.

Os presos serão submetidos à audiência de custódia e encaminhados ao sistema prisional.

Samuel e Charles foram autuados por corrupção ativa, pois ofereceram dinheiro arrecadado dos caixas aos policiais civis, que os prenderam.

Todo o material utilizado na pescaria dos envelopes, bem como veículos usados no crime, dinheiro furtado e envelopes que foram furtados foram apreendidos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.