Sábado, 08 de Maio de 2021 08:21
86 9 9455-5513
Polícia ações do MP-PI

MP-PI promove ações em face de ex-prefeitos na Comarca de Barro Duro por falta de respostas a requisições ministeriais

Em Passagem Franca do Piauí, São Miguel da Baixa Grande e Prata do Piauí, nos últimos anos, foi intensificado o trabalho de investigação de desvios de recursos públicos.

26/04/2021 14h23
Por: Redação
MP-PI promove ações em face de ex-prefeitos na Comarca de Barro Duro por falta de respostas a requisições ministeriais

O Ministério Público do Piauí, por meio da Promotoria de Justiça de Barro Duro, que abrange 06 (seis) cidades, quais sejam, Barro Duro, Passagem Franca do Piauí, São Miguel da Baixa Grande, Prata do Piauí, São Félix do Piauí e Santa Cruz dos Milagres segue realizando o acompanhamento das administrações públicas municipais, a fim de exigir observância da ordem institucional e do respeito ao dinheiro público.

Em Passagem Franca do Piauí, São Miguel da Baixa Grande e Prata do Piauí, nos últimos anos, foi intensificado o trabalho de investigação de desvios de recursos públicos. Essas cidades foram alvo de operações deflagradas, com o cumprimento de mandado de prisão, buscas e apreensões, quebra de sigilos bancários e fiscais, oferecimento de denúncias e ajuizamento de ações de improbidade, cujos resultados positivos já começam a ser colhidos em favor da coletividade e do interesse público.

Assim, junto ao enfrentamento à malversação do dinheiro público, o Ministério Público segue também atuando, na Comarca de Barro Duro, para restabelecer a ordem institucional, através do oferecimento de denúncias criminais e do ajuizamento de ações de improbidade administrativa, exatamente pela prática reiterada daqueles gestores públicos que fizeram da omissão em responder ao Ministério Público, a exemplo de recentes 10 (dez) ações propostas em face do ex-prefeito de Passagem Franca do Piauí, Raislan Farias dos Santos, e do ex-prefeito de São Miguel da Baixa Grande, Josemar Teixeira Moura, que também terão suas responsabilidades buscadas pelas omissões junto ao MPPI.

Deixar de responder a requisições ministeriais constitui grave ofensa aos valores encartados na Constituição, pelo que tal conduta constitui crime, nos termos do art. 10, da Lei 7.347/85, e ato de improbidade administrativa, conforme art. 11, inciso II, da Lei 8.429/92. Somado a tanto, a prática ministerial demonstra que a ausência sistemática de respostas às requisições do Ministério Público, por parte de gestores públicos, sinaliza a própria existência de outras ofensas à coisa pública, no âmbito de tais administrações.

“Uma das formas mais graves de ofensa aos valores republicanos é o embaraço ao exercício dos poderes constituídos. Não por acaso, a Carta de 88, em seu art. 85, inciso II, define como crime de responsabilidade os atos que atentem contra o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação. No plano infraconstitucional, várias são as leis que objetivam dar concretude ao comando constitucional de respeito ao livre exercício dos Poderes e do Ministério Público”, enfatizou o promotor de Justiça, Ari Martins, titular da PJ de Barro Duro.

Com informações do MP-PI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Canal Piauí
Sobre Canal Piauí
Notícias do Piauí
Hugo Napoleão - PI
Atualizado às 08h12 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 31°

27° Sensação
12 km/h Vento
72% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (09/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Segunda (10/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias