Terça, 24 de Maio de 2022 02:00
86 9 9455-5513
Polícia Tribunal do Júri

Justiça absolve o ex-vereador Djalma Filho pela morte de Donizetti Adalto

O julgamento se estendeu por todo o dia, encerrando por volta das 21h, em sessão presidida pelo juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto.

28/04/2022 09h03 Atualizada há 4 semanas
Por: Marcos Genilson
Justiça absolve o ex-vereador Djalma Filho pela morte de Donizetti Adalto

A 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina absolveu nesta quarta-feira (27) o ex-vereador Djalma Filho da acusação de ter sido o mandante do assassinato do jornalista Donizetti Adalto, crime ocorrido em 1998, na capital piauiense. O Conselho de Sentença decidiu absolvê-lo por quatro votos a um, inclusive no quesito principal que trata da autoria e participação.

O julgamento se estendeu por todo o dia, encerrando por volta das 21h, em sessão presidida pelo juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto.

Em seu depoimento, Djalma negou a acusação do crime. Ao ser questionado sobre quem poderia ser o autor, ele destacou que não teria como atribuir a quem quer que fosse, a não ser os nomes já vinculados ao processo. Em relação às provas dos autos, Djalma Filho frisou não há provas e as que estão sendo apuradas ‘resvalam da verdade’.

“O peso dessa acusação na conta de todo mundo é de 23 anos, sabe como é, eu conto excelência? Eu conto em dias, são 8.621 dias e noites que eu respondo por uma acusação injusta e improcedente, todas essas noites e dias eu não posso ter o remorso da culpa que eu não tenho, eu tenho o contrário, o peso da acusação por fatos que eu não fiz”, afirmou ao juiz Antônio Nollêto.

Djalma Filho afirmou que nunca trocou de telefone e que continua com sua missão de educador.

“Eu nunca troquei o meu telefone, ele é o mesmo. Eu não tenho o que esconder, nunca saí da cidade, continuei na minha missão de educador, eu gosto de ser professor, talvez eu goste mais de ser professor do que advogado”, declarou Djalma.

Relembre o caso
De acordo com informações do Ministério Público, Donizetti Adalto foi morto numa emboscada, impossibilitando a sua defesa, onde foram desferidos vários tiros a queima roupa e, ainda agonizando, foi torturado, o que lhe causou traumatismo nas unidades dentárias.

O ex-vereador foi pronunciado por homicídio triplamente qualificado: motivo fútil, meio cruel e a emboscada. O crime é considerado hediondo.

 

Portal Diário Piauí | JDP

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Teresina - PI
Hugo Napoleão - PI
Atualizado às 01h51 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 30°

23° Sensação
13 km/h Vento
56.6% Umidade do ar
90% (3mm) Chance de chuva
Amanhã (25/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 32°

Sol e Chuva
Quinta (26/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias